-
Postado em 24 de Junho de 2020 às 10h55

SC investe R$ 4,5 milhões em projetos para captação, armazenagem e uso da água no meio rural

Mercado (153)

Os produtores rurais de Santa Catarina contam com novas linhas de crédito para investimento em sistemas de captação, armazenagem e uso da água. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, está destinando R$ 4,5 milhões para apoiar os agricultores na construção de aproximadamente 200 poços artesianos, cisternas e projetos de irrigação.

"Essa é uma iniciativa muito importante para garantir a produtividade e a renda na agricultura. Os produtores rurais são uma força fundamental na economia catarinense. Apoiamos esses produtores neste período de desafios e acreditamos no papel importante que eles têm no desenvolvimento do estado", ressalta o governador Carlos Moisés.

Os períodos de estiagem não são raros em Santa Catarina e desde junho de 2019 os produtores rurais sofrem com os impactos da seca. Segundo estimativas do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), o estado acumula prejuízos que passam de R$ 436 milhões com a estiagem, principalmente na produção de grãos, fruticultura e bovinocultura de leite.

"São três projetos da Secretaria da Agricultura para viabilizar projetos de construção de poços artesianos, armazenamento de água e também irrigação para ajudar os produtores nesses períodos de estiagem. É uma ação importante do Governo do Estado para dar mais tranquilidade aos agricultores em tempos de estiagem", reforça o secretário da pasta, Ricardo de Gouvêa.

Água para o campo

O Água para Todos conta com recursos para financiamentos para construção de poços, estruturas de armazenagem e distribuição de água.

Os financiamentos serão de até R$ 25 mil por produtor ou até R$ 50 mil para projetos coletivos, que poderão ser pagos em até 36 meses, com seis meses de carência e sem juros.

Financiamentos para construção de poços artesianos

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural está investindo, via Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), R$ 1,5 milhão em financiamentos sem juros para captação e uso da água.

O financiamento via FDR tem o limite de R$ 25 mil por produtor, com cinco anos para pagar e sem juros. Essa é uma linha já existente e que será reforçada ao longo de 2020.

Programa Irrigar

Subvenção aos juros de financiamentos contraídos pelos produtores rurais, num limite de R$ 30 mil e juros de até de 4,5% ao ano, durante um período máximo de oito anos. Os bônus dos juros serão pagos anualmente para os agricultores.

 

Com informações Assessoria de Imprensa Epagri

Veja também

Produtividade da agropecuária cresce 3,36% ao ano, aponta estudo do Mapa09/10/19 A produtividade é o principal fator de estímulo ao crescimento da agropecuária brasileira nos últimos 43 anos. No período de 1975 a 2018, o setor cresceu, em média, 3,36% ao ano. Essa taxa é superior à de países como Argentina, Austrália e China. A média histórica dos Estados Unidos (1948-2015), por exemplo, é de 1,38%. O......
Economia brasileira: 2018 bem melhor que 201723/11/18 Por Felippe Serigati Pesquisador do FGV Agro e coordenador do MBA em Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas Mesmo após um ano repleto de turbulências, notadamente do lado político, 2017 entregou a......
Valor Bruto da Produção deve alcançar R$ 700 bi em 202002/03/20 Dados de janeiro de 2020 revelam expectativa de crescimento de 9,9% no Valor Bruto da Produção agropecuária no ano. Para o ramo agrícola, é esperado um crescimento de 10,7%, um incremento de R$ 42,2 bilhões frente a......

Voltar para EDITORIAS