-
Postado em 03 de Agosto às 11h48

Ceva traz para o mercado a primeira vacina contra a Doença de Gumboro para poedeiras

+ Agro (130)

Uma revolução tecnológica, exclusiva Ceva, capaz de parar o ciclo da doença e que revolucionará a indústria avícola de postura

A multinalcional francesa apresentará para o setor o lançamento que possibilitará uma revolução na forma de pensar os programas vacinais na avicultura de postura, parando o ciclo de Gumboro. Um encontro que acontecerá em 11 de agosto, às 17h, no formato online, e que reunirá ícones do setor produtivo abordando temas relacionados ao mercado de grãos, estratégias de mercados internacionais na produção e comercialização de ovos, além de detalhes em como esta nova tecnologia atuará para interromper o ciclo da doença e seu legado na forma de vacinas poedeiras.

"Este será um evento especial que reforça nosso papel e dos nossos parceiros de protagonistas na história da avicultura de postura no Brasil. Com este lançamento, mais uma vez, a Ceva oferecerá para o mercado de postura uma solução definitiva para um problema presente e persistente na nossa avicultura", destaca o Gerente de Marketing Aves Ciclo Longo da Ceva, Felipe Pelicioni.

Para entender mais sobre a Doença de Gumboro, Felipe lembra que aenfermidade é causada por um Avi-birnavírus que replica e danifica a Bursa de Fabricius na galinha doméstica e que pode se manifestar basicamente em três formas clínicas diferentes: imunossupressora, clínica e subclínica.

Diversos estudos relacionados ao impacto direto na mortalidade de aves pela Doença de Gumboro ou Doença Infecciosa da Bursa (DIB) ao redor mundo apontam que este percentual varia de 5% a 30%, dependendo do grau de proteção das aves e da forma da doença. "Quando olhamos para a avicultura de postura a taxa de mortalidade pode chegar a 60%, sugere outro estudo", comenta Felipe que continua: "Mas o importante é lembrar que a doença estará sempre impactando no desenvolvimento dos lotes, causando comumente quadros de elevadas desuniformidades", reforça o médico-veterinário.

No evento, antes de apresentar a Novamune, a grande novidade da Ceva para o setor de postura, serão discutidos desafios atuais da avicultura, além de estratégias das empresas de outros mercados desenvolvidos (Estados Unidos e México) para superar os desafios e atender a um mercado cada vez mais exigente. "Para isso a Ceva trará o consultor da MBAgro (São Paulo/SP), Alexandre Mendonça de Barros que apresentará as perspectivas do mercado de grãos, carnes e ovos; contaremos com a presença de Francisco Gonzales da Associação Mexicana de Produtores, com a palestra 'Produção de ovos no México e América Latina: como agregar valor e se diferenciar nesse mercado' em que Javier mostrará o atual cenário da produção mexicana (referência global na produção e ovos), e como as empresas de lá e outros países têm trabalhado para diferenciar seu produto e atender um consumidor cada vez mais exigente", informa Felipe.

Também, os participantes poderão acompanhar a palestra do Dr. Chad Gregory, presidente da United Egg Producers, trazendo uma visão da "Produção de ovos nos Estados Unidos: desafios e perspectivas", e listará os principais desafios para o segmento no país.

Ademais, o evento contará com a presença de profissionais da Ceva que destacarão a forma de parar o ciclo de Gumboro e uma nova forma de vacina poedeiras, com Dr. Roberto Soares e Dr. Jorge Chacón, respectivamente. Isso porque, lembra Felipe, pelo fato da doença ser muito persistente, a mesma pode residir por muito tempo nas instalações das granjas e os desafios variam de alocação para alocação, sendo necessário um programa de vacinação. "A tecnologia que será apresentada pela Ceva vai ao encontro desta situação: a de assegurar a proteção definitva das frangas contra a doença; proteção contra os sinais clínicos e efeitos imunossupressores da doença (proteção clínica); reduzir significativamente a excreção do vírus no ambiente (redução de disseminação do vírus na área); reduzindo o desafiador ciclo após ciclo; parando efetivamente o ciclo de Gumboro", enumera o Gerente de Marketing Aves Ciclo Longo.

Serviço:

Lançamento Ceva: Descubra como "Parar o ciclo de Gumboro e eliminar todas as vacinações contra Newcastle da sua granja".
Data: 11 de agosto
Horário: às 17h
Link para inscrição: https://www.meuaovivo.com/ceva/novamune/

 

Texto e imagem: Giracom - Comunicação e Marketing

Veja também

Banco Suíço confia R$ 3 milhões a projeto brasileiro para o desenvolvimento de agroflorestas na Mata Atlântica04/01Trabalho começa em dezembro e envolverá pequenos produtores locais com foco na cultura do café Durante os próximos 18 meses, a PRETATERRA terá a missão de mudar a paisagem de 100 hectares de Mata Atlântica na região de Timburi (SP). Serão plantadas ao redor de 100 mil árvores, que fixarão mais de 50 mil toneladas de CO2 nos próximos 20 anos e beneficiarão pelo menos 35 famílias diretamente e mais de 200 de forma indireta. A......
CNA pede inclusão de produtores rurais nos grupos prioritários de vacinação11/03Medida é importante para garantir a saúde de todos os envolvidos na produção de alimentos, atividade considerada essencial durante a pandemia A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) enviou na sexta (29) um ofício ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, solicitando a inclusão dos produtores rurais e demais envolvidos na cadeia de......
SDA promove treinamento online para capacitar veterinários sobre investigação de doenças vesiculares11/11/20A vigilância de doenças vesiculares é um dos pilares do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa A Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) promove, nesta semana, mais um treinamento sobre investigação de doenças vesiculares, desta vez no estado do Rio Grande......

Voltar para EDITORIAS