-
Postado em 08 de Julho de 2020 às 19h53

Santa Catarina amplia em 223,5% a produção de leite em 21 anos

Bovinocultura (45)

Santa Catarina se consolida como quarto maior produtor brasileiro de leite e registra crescimento recorde na produção. Um levantamento do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) demonstrou que, de 1996 a 2017, o aumento na produção estadual superou até mesmo a taxa de crescimento mundial.

"O leite é um dos destaques do agronegócio catarinense. Nos últimos anos tivemos um grande crescimento na produção e chegamos à quarta posição no ranking nacional. A produção de leite envolve uma cadeia produtiva extensa, com milhares de famílias e empregos gerados. O leite tem um impacto social e econômico muito significativo para o estado de Santa Catarina", destaca o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.

Os catarinenses aumentaram em 223,5% a produção em 21 anos, três vezes mais do que a taxa nacional e quatro vezes mais do que o crescimento mundial. O único país que supera o desempenho catarinense é a China, com um aumento de 250,2% no mesmo período.

"Desde os anos 90, Santa Catarina vem se destacando não só em comparação com outros estados, mas também comparado a diversos países. Nesse período o crescimento na produção só foi menor do que a da China", explica o analista da Epagri/Cepa, Tabajara Marcondes.

Produção crescente

Em 1996, Santa Catarina produziu 869 milhões de litros de leite e, em 2017, a quantidade saltou para 2,81 bilhões de litros. As estimativas da Epagri/Cepa são de que a produção catarinense deve superar com folga os três bilhões de litros neste ano de 2020, visto que seguiu crescente nos últimos anos.

O leite é um dos principais produtos da agropecuária do estado, são mais de 70 mil famílias envolvidas na atividade e o setor gera cerca de oito mil empregos diretos. O produto tem o terceiro maior faturamento da agropecuária catarinense, gerando receitas de R$ 3,72 bilhões em 2019.

Desafios

O setor produtivo do leite tem grandes desafios, entre eles, melhorar a infraestrutura, atender plenamente a demanda nacional e participar mais ativamente do mercado internacional. Com um rebanho diferenciado e certificações internacionais, devido ao cuidado com a saúde animal, além de sistemas competitivos de produção, grande mix de derivados lácteos, empresas de renome nacional e internacional, e boa infraestrutura portuária, Santa Catarina está entre os estados brasileiros com as melhores condições de se tornar um player também no mercado internacional de lácteos.

Síntese da Agricultura de Santa Catarina

Os números sobre o crescimento na produção de leite fazem parte da Síntese da Agricultura de Santa Catarina, elaborada e publicada pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa). O documento está disponível online e pode ser acessado no site da Epagri/Cepa.


Com informações Assessoria de Imprensa Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de SC

Veja também

Pecuária leiteira: propriedade no PR aumenta taxa de concepção em 12% após utilizar sistema de monitoramento07/04/20 Localizada em Castro (PR), a Fazenda Rhoelandt conta atualmente com um rebanho de 900 vacas, incluindo 380 animais em lactação. Com 67 anos de história na produção leiteira, a propriedade atravessou o período de sucessão familiar, acompanhou as inovações tecnológicas e viu seus índices de produtividade melhorarem de forma significativa nos......
Estiagem impacta na produção de leite em Santa Catarina30/03/20 A falta de chuva em Santa Catarina tem agravado a situação dos produtores de leite e reduzido a produção no Estado. O alerta é do vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa......

Voltar para EDITORIAS