Postado em 10 de Julho às 13h37

Rentabilidade ao produtor e demanda por alimentos colocam agricultura na era digital

Eventos (21)

A exigência de se produzir alimentos para 9,8 bilhões de pessoas até 2050 e ainda manter a rentabilidade no processo colocam a agricultura dentro da era digital. Recursos como o Big data, que disponibiliza diversos dados e informações analisadas em tempo real, colocaram a produção de alimentos em um novo patamar, no qual se preza pelo melhor aproveitamento dos recursos naturais e maior produtividade por meio dessas ferramentas tecnológicas.

O Big Data, a inteligência artificial, a internet das coisas e outras ferramentas da agricultura 4.0, que buscam melhorias contínuas em todos os pontos do processo produtivo dos cultivos, foram analisadas durante o One: Simpósio de Ideias Alltech (ONE19). O evento foi realizado entre os dias 19 e 21 de maio, na cidade de Lexington (KY), nos Estados Unidos.

Para o engenheiro agrônomo Leonardo Porpino, gerente técnico nacional da Alltech Crop Science, para a produção agrícola se manter economicamente estável mundialmente é preciso buscar o auxílio dessas ferramentas, visto que apenas 45% do potencial produtivo é aproveitado, em média, em cada cultivo. "Estamos falando do uso de estações de coleta de dados ambientais e análises laboratoriais de resposta rápida, todas as informações compondo uma base de dados que, correlacionados, alimentam uma plataforma de banco de dados, que por sua vez, auxiliam na tomada de decisão e controlam equipamentos eletrônicos ligados aos equipamentos agrícolas".

Produção fora do campo

Dentro dessa necessidade da agricultura atender uma população na casa de bilhões, se torna importante também olhar para onde são cultivados esses alimentos. Somente as áreas verdes serão suficientes para esse fim? Por isso, observar novas áreas para a produção é fundamental, com a pesquisa sendo uma importante aliada para essa finalidade. Sobre o tema, o ONE19 recebeu especialistas que discutiram sobre plantio em gravidade zero, condições encontradas no espaço sideral.

"O conhecimento é a base da evolução e da vida, estudar hipóteses é o propósito principal da experimentação, através das respostas encontradas podemos trilhar o caminho a ser seguido. Podemos afirmar, neste momento, que estes estudos trarão a resposta para o desenvolvimento do setor agrícola no mundo", discorre Porpino.

Outro questionamento importante a ser feito pelo setor é analisar como diversas esferas da sociedade têm impactado no meio ambiente, gerando mudanças em todo planeta. "Quando falamos de aquecimento global temos que avaliar o avanço urbano, que modifica espaços naturais e coloca cimento. Olhar também a indústria quando não consegue aproveitar e reutilizar seus resíduos, além da própria agricultura. Independente de qual área, todas modificam o ambiente natural. Por isso, temos que refletir sobre como fazer e pensar esses negócios", finaliza Porpino.

Sobre a Alltech Crop Science

A Alltech Crop Science, divisão agrícola da Alltech Inc., desenvolve soluções naturais para os desafios da agricultura nos principais mercados do mundo. Por meio de produtos com alto valor agregado e tecnologia exclusiva nas linhas de nutrição, solo, proteção e performance, garante sustentabilidade e lucratividade ao produtor rural. A Alltech Crop Science do Brasil é formada pela maior fábrica de leveduras do mundo, localizada em São Pedro do Ivaí (PR), pela sede em Maringá (PR) e pela unidade em Uberlândia (MG).

 

Texto: Assessoria de Imprensa Alltech Crop Science

Imagem: Alltech Crop Science
 

Veja também

Aurora Alimentos - Eleita Empresa Cidadã 2018 pela ADVB/SC23/11/18 A Cooperativa Central Aurora Alimentos conquistou o prêmio Empresa Cidadã ADVB/SC 2018 na Categoria Participação Comunitária com o case "Casamento Cooperado: realizando sonhos e transformando vidas", promovido por meio do programa Amigo Energia da Fundação Aury Luiz Bodanese, braço social da Aurora Alimentos. A premiação é uma......
José Roberto Ricken é reeleito presidente do Sistema Ocepar05/04 O engenheiro agrônomo José Roberto Ricken foi reconduzido ao cargo de presidente do Sistema Ocepar, nesta semana, em Curitiba, durante a Assembleia Geral Ordinária (AGO) de prestação de contas do exercido de 2018. Na......

Voltar para EDITORIAS