Postado em 17 de Setembro às 17h12

Mapa fecha acordos para exportação de frutas, castanhas e derivados de ovos para Arábia Saudita

Mercado (50)

Durante reunião com o CEO da Saudi Food and Drug Authority (SFDA) da Arábia Saudita, Hisham bin Saad Al Jadhey, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) finalizou nessa segunda-feira (16) acordos que ampliam a pauta exportadora de produtos do agronegócio brasileiro ao Reino.

Foram autorizadas pela SFDA, autoridade sanitária saudita, as compras de castanhas, derivados de ovos e a ampliação do acesso a frutas brasileiras. Somados, os produtos representam um mercado potencial superior a US$ 2 bilhões.

"Vamos cadastrar as empresas que queiram exportar e imediatamente estaremos prontos para exportar frutas também para Arábia Saudita", disse a ministra nesta terça-feira (17), após a finalização do acordo. Tereza Cristina citou alguns produtos a serem exportados como castanha do Brasil, manga, uvas de mesa, goiaba, ovo em pó e albumina.

Hisham Al Jadhey mencionou que a Arábia Saudita importa 80% dos alimentos que consome - provenientes de mais de 150 países - , e que o Brasil é importante parceiro para garantir a segurança alimentar do país. Ele ressaltou ainda a qualidade dos produtos brasileiros e demonstrou satisfação com a diversificação da pauta agrícola do Brasil.

A ministra destacou o Brasil como potencial fornecedor de outros produtos de excelente qualidade para a Arábia Saudita, como arroz, açaí, sucos e forragens.

Entre os produtos mais vendidos para os sauditas estão carne de frango (in natura), açúcar de cana (bruto), carne bovina (in natura), soja (grão e farelo), milho, açúcar refinado e café (solúvel e verde). Em 2018, as exportações de produtos agropecuários ao país renderam US$ 1,696 bilhão. Foram mais de 2,959 milhões de toneladas. A carne de frango representou 47,4% do valor vendido em 2018 para a Arábia Saudita (US$ 804 milhões e 486 mil toneladas). 

 

Texto e imagem: Assessoria de Imprensa do MAPA

Veja também

Governo federal sinaliza com prorrogação de custeio e investimento para o arroz08/08 O governo federal sinalizou com a prorrogação das parcelas de custeio e investimento para os arrozeiros. A expectativa é de que a definição seja anunciada ainda esta semana. A notícia desta medida foi considerada positiva pelo setor. Conforme o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre......
Produtores de maçã comemoram a chegada do frio em Santa Catarina08/07 As baixas temperaturas dos últimos dias vieram para tranquilizar os produtores de maçã de Santa Catarina. As macieiras precisam do frio para se desenvolver e gerar bons frutos, justamente por isso são plantadas nas regiões......

Voltar para EDITORIAS