-
Postado em 14 de Maio de 2020 às 11h04

Finep aprova projeto de empresa catarinense para desenvolvimento de fertilizante inteligente

+ Agro (72)

Após um processo seletivo bastante criterioso e com mais de três anos de espera, a SulGesso, empresa catarinense referência na produção de fertilizantes minerais, teve um dos seus projetos inovadores escolhido pela Financiadora de Estudos e Projetos e Inovação (FINEP), para receber recursos do programa Inova Mineral. O projeto escolhido pela Finep consiste em pesquisa e desenvolvimento de um fertilizante inteligente, adequado ao solo brasileiro, bem como uma fábrica de briquetagem, que vai produzir esse fertilizante.

O desenvolvimento do projeto conta também com uma importante parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que irá receber recursos da SulGesso e da FINEP para o apoio ao desenvolvimento de um novo produto e de uma nova e moderna unidade industrial.

Voltada para o fomento à ciência, tecnologia e inovação em empresas, universidades e outras instituições públicas ou privadas, a Finep promove o incentivo de projetos para vários setores. No caso da SulGesso é o Plano de Desenvolvimento, Sustentabilidade, Inovação no Setor de Mineração e Transformação de Mineral - Inova Mineral.

O contrato firmado no início do ano conta com um aporte de aproximadamente R$ 4 milhões, e tem como formato a subvenção econômica, com recursos não reembolsáveis. O projeto está na sua primeira etapa, de pesquisa e desenvolvimento. Para avançar as etapas definidas do projeto, SulGesso e Finep devem cumprir as obrigatoriedades estabelecidas em contrato.

Revista Setor Agro & Negócios Para o presidente da SulGesso, Manoel Ferreira, essa parceria com a Finep é o reconhecimento pelos mais de 10 anos de pesquisa e inovação que a empresa desenvolve com seus colaboradores,...

Para o presidente da SulGesso, Manoel Ferreira, essa parceria com a Finep é o reconhecimento pelos mais de 10 anos de pesquisa e inovação que a empresa desenvolve com seus colaboradores, além de referendar sua idoneidade, ética e responsabilidade socioambiental com a comunidade, o meio ambiente e seus colaboradores, firmando seu compromisso em inovar no setor do agronegócio.

"Após 44 anos empreendendo e gerando mais de 2.400 empregos diretos, recebemos com muito otimismo esse apoio a pesquisa, o desenvolvimento, a geração de empregos e renda para a nossa cidade e região. Parabenizamos a FINEP pelo rigoroso processo seletivo e agradeço a confiança em nossa empresa, que continuará fazendo a sua parte em prol de uma sociedade mais sustentável, desenvolvida e mais humana.", afirma Ferreira.

Veja também

Startup leva educação a distância para agro02/04/20 Neste mês, o Grupo Siagri lançará oficialmente a Plantar Educação, startup que oferece cursos e capacitação para distribuidores de insumos agrícolas e produtores rurais. A edtech possui uma extensa base de ensino, com mais de 550 conteúdos e 50 mil certificados de conclusão emitidos. A startup contribui para minimizar o impacto da rotatividade no......
Praga da cigarrinha: produtor está com dificuldades para obter indenização29/03FAESC pedirá para a CNA interferir junto ao Ministério da Agricultura para que os produtores recebam a indenização via PROAGRO ou seguro rural A praga da cigarrinha já provocou a perda de 50% das lavouras de milho das regiões mais produtivas de Santa Catarina, mas os produtores estão tendo dificuldade em acionar as coberturas securitárias para indenização......
PIB do agronegócio cresce 16,81% de janeiro a outubro de 202023/02Período registrou também alta dos custos de produção O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro cresceu 2,78% em outubro passado em relação ao mesmo mês de 2019, e acumulou alta de 16,81% nos primeiros dez meses de 2020 na comparação com igual período......

Voltar para EDITORIAS