-
Postado em 05 de Novembro de 2020 às 22h17

Falta de chuvas mantém agropecuária catarinense em alerta

+ Agro (122)

Vice-presidente da FAESC, Enori Barbieri, comenta prejuízos da estiagem para a safra de grãos e para a produção e leite

A falta de chuva em Santa Catarina mantém a preocupação do setor agropecuário no Estado. Nas regiões oeste, meio oeste e extremo oeste, as mais prejudicadas, o acumulado na maior parte dos municípios no mês de outubro somou apenas 40 milímetros, bem abaixo do normal para o período – entre 180mm a 200mm, de acordo com dados da Epagri/Ciram. O déficit hídrico, segundo o órgão oficial do Estado, já ultrapassa 700 milímetros neste ano.

Segundo a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), a falta de umidade no solo prejudicou a germinação das sementes de milho e soja já plantadas e danificou as pastagens para alimentar o gado leiteiro. A pouca chuva que caiu nos últimos dias não chegou a penetrar dois centímetros no solo, o que mantém o atraso no plantio do milho e da soja e a preocupação dos produtores.

O alerta do setor é respaldado pelas previsões da Epagri/Ciram. De acordo com o órgão, não há chuvas intensas previstas para novembro e dezembro e o fenômeno La Niña pode se intensificar até maio do ano que vem no Estado, alterando a distribuição de calor, concentração de chuvas e a formação de secas.

 

 

Texto: MB Comunicação

Veja também

Micotoxina fumonisina, presente no milho, é o maior risco para as rações animais, aponta pesquisa global da Biomin03/01 Fumonisina (FUM) é a micotoxina mais preocupante da América Latina – incluindo o Brasil – neste momento. Em 5.485 amostras, 69% estavam contaminadas, mostra a Pesquisa Mundial de Micotoxinas da Biomin – edição 2020, que acaba de ser concluída. No mesmo período de 2019, a taxa de contaminação de FUM era de 74%. Em termos globais, a......
Internet das coisas é testada em irrigação de precisão20/02/20 Pesquisadores brasileiros e europeus estão instalando sensores em experimentos-piloto e construindo uma plataforma computacional para a gestão inteligente da irrigação de precisão, baseada em internet das coisas (IoT, na......
“Zarc de Produtividade” trará mais segurança ao produtor rural11/03/20 A partir de 2021, o agricultor brasileiro poderá, ao contratar o seguro rural, conhecer a probabilidade de produtividade de diferentes cultivos conforme a data de semeadura, a cultivar e o tipo de solo do município onde a lavoura for plantada.......

Voltar para EDITORIAS