-
Postado em 24 de Setembro de 2019 às 09h36

Epagri divulga estimativa da safra de verão 2019/20 para Santa Catarina

Mercado (135)

A Epagri apresentou nesta segunda-feira, 23, em Florianópolis, a estimativa da safra de verão 2019/2020 para Santa Catarina. A previsão, feita pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Epagri/Cepa), indica aumento na área plantada e no volume produzido da soja e queda no milho grão, na comparação com a safra mais recente. De forma geral, a produtividade deve crescer em várias culturas de verão. “Isso se a estiagem não permanecer”, destacada Gláucia Padrão, Analista de Socioeconomia e Desenvolvimento Rural da Epagri/Cepa.

Segundo a estimativa da Epagri/Cepa, na safra 2019/20 a área plantada com soja no Estado deve crescer 1,05%, alcançando volume 3,73% maior e produtividade 2,64% mais elevada. Se o clima ajudar, o Estado deve encerrar a safra 2019/20 de soja com 2,4 milhões de toneladas colhidas e produtividade média de 3.605kg/ha.

Já o milho grão segue na direção contrária. A perspectiva para a safra 2019/20 é de queda no volume e na produtividade. O milhão grão total (primeira e segunda safras) vai enfrentar queda de 1,07% na área plantada, de 3,16% do volume produzido e de 2,12% na produtividade em relação à safra anterior. Para o milho silagem, a estimativa é melhor. Se espera aumento de 1,78% no volume produzido e de 1,94% na produtividade, apesar da expectativa de queda de 0,16% na área plantada. Se as previsões da Epagri/Cepa se confirmarem, o Estado deve encerrar a próxima safra de milho silagem com um total de 9.154.172 toneladas colhidas, a uma produtividade média de 42.050kg/ha.

Produtividade

A alta produtividade prevista deve impulsionar o volume colhido de diversas culturas de verão. Glaucia explica que essa elevação é reflexo de uma queda de produtividade verificada na safra anterior, prejudicada principalmente pelo excesso de calor. A elevação de produtividade deve compensar a queda na área plantada em importantes culturas. De toda forma, Santa Catarina experimenta produtividade média acima da nacional em diversas culturas agrícolas, como soja, arroz e cebola, graças às tecnologias empregadas pelos produtores, esclarece a analista da Epagri/Cepa.

As plantações catarinenses de arroz devem produzir melhor na próxima safra. A Epagri/Cepa espera para 2019/20 um crescimento de 4,8% na produtividade e de 4,31% do volume produzido, a despeito da pequena queda na área plantada (-0,47%). Se o cenário se confirmar, ao final do ciclo Santa Catarina vai contabilizar uma safra colhida de 1.152.034t de arroz e produtividade média de 8.069kg/ha.

No feijão total, a queda na área plantada vai chegar a 2,45%, mas isso não deve impactar o volume produzido, que vai aumentar em 0,57% em relação à safra anterior, impulsionado pelo aumento da produtividade, que deve ser 3,1% superior à safra 2018/19. Assim, espera-se que os produtores catarinenses colham 104.399t de feijão ao final da próxima safra, numa média produtiva de 1.709kg/ha.

A produção de tabaco deve crescer 5,97% na próxima safra, mesmo com a queda prevista de 3,25% na área plantada. A produtividade vai observar uma elevação de 9,53%. A batata não vai conseguir superar a queda de produção, apesar da produtividade elevada. O tubérculo deve encerrar a safra 2019/20 com queda de 2,8% no volume produzido, reflexo da queda de -8,2% na área plantada. A produtividade cresce 5,88%.

O tomate é a cultura que deve apresentar os piores índices na safra 2019/20 na comparação com o ciclo anterior. A estimativa da Epagri/Cepa é que essa cultura sofra uma queda de 12,05% no volume produzido, embalada pela redução de 4,17% na área plantada e de 8,23% na produtividade. A produção esperada é de 130.031t, com produtividade média de 69.019kg/ha.

Safra de inverno

No evento, a Epagri/Cepa também apresentou a estimativa para as principais culturas de inverno no Estado na safra 2019/20. A melhor notícia é a cebola, que deve aumentar em 9,09% o volume produzido na comparação com o ciclo anterior. A produtividade vai ficar 11,26% maior, o que compensa a queda de 1,95% na área plantada. Santa Catarina deve colher 529.210t de cebola ao final da safra 2019/20.

Já o alho, outra importante cultura agrícola catarinense, vai sofrer com a variação de -7,29% no volume produzido. Essa queda reflete a redução de 23,98% na área plantada. O aumento de 21,95% na produtividade não deve fazer frente a essa importante queda. A Epagri/Cepa estima uma produção de 16.443t de alho na safra 2019/20.

A cevada é outra cultura de inverno que deve aumentar produção e produtividade em 2019/20. Já o trigo deve passar por uma queda de 5,46% no volume produzido, resultado na redução da área plantada (-8,59%).

Cada safra é definida no calendário segundo suas épocas de plantio. As culturas de inverno são semeadas entre maio e agosto, com colheita até fevereiro, geralmente. Já os cultivos de verão iniciam com plantações em agosto ou setembro e são colhidos até a metade do ano seguinte. As culturas de verão são mais importantes para a economia catarinense, visto que somam cerca de 1,3 milhão de hectares de área plantada. Nas culturas de inverno a área plantada em Santa Catarina ficam em torno de 30 mil hectares.

 

Texto: Assessoria de Imprensa da Epagri

Imagem: Pexels

Veja também

Segurado especial terá novas regras para comprovar atividade rural15/03/19 A partir da próxima quarta-feira (20), os trabalhadores rurais interessados em se aposentar não precisarão mais recorrer aos sindicatos para obter a declaração de atividade rural, documento necessário para dar entrada no pedido. Eles agora poderão se dirigir diretamente às agências do INSS, onde preencherão uma autodeclaração de......
Secretaria da Agricultura acompanha impactos da estiagem em SC23/04 A falta de chuva traz prejuízos para o meio rural e preocupa o setor produtivo de Santa Catarina. Desde junho de 2019, o estado vem passando pela estiagem que já é considerada a mais severa dos últimos anos e que vem afetando,......

Voltar para EDITORIAS