-
Postado em 19 de Maio às 09h26

Embrapa Suínos e Aves inicia os diagnósticos da COVID-19

+ Agro (34)

As primeiras amostras para os diagnósticos da COVID-19 da região oeste e extremo oeste de Santa Catarina, num total de 118 municípios, já foram processadas na Embrapa Suínos e Aves, sexta-feira, dia 15 de maio. A ação ocorre em apoio ao Ministério da Saúde e ao Laboratório Central de Saúde Pública – Lacen-SC.

O Lacen de Joaçaba (SC), que concentra as amostras de toda a região, entregou 130 delas à Embrapa na quinta-feira, dia 14, para serem analisadas a partir de ontem. As amostras foram acondicionadas no laboratório NB3, seguindo todos os protocolos estabelecidos. A capacidade da Unidade é de realizar 500 testes a cada oito horas, porém isso dependerá da demanda e da disponibilidade dos insumos. A entrega das amostras ocorrerá todos os dias, por meio do Lacen.

Os testes são realizados em um dos laboratórios do Complexo de Sanidade e Genética Animal, no NB3, de alta biossegurança. A estrutura foi finalizada em 2014 e apoia o desenvolvimento e validação de técnicas de diagnóstico, bem como isolamento, caracterização, controle e prevenção de microrganismos infecciosos de interesse das cadeias suinícola e avícola. Também são utilizadas as salas de PCR e lavagem de materiais. De acordo com o pesquisador Paulo Augusto Esteves, um dos coordenadores da equipe que irá atuar nos diagnósticos, o fluxo de trabalho para realização dos testes inclui a recepção de amostras, processamento e extração do RNA viral; testagem do RNA pela técnica de RT-PCR, que confirma a presença ou a ausência do coronavírus; e encaminhamento dos resultados ao Lacen. Todo o cuidado com a desinfecção e lavagem de materiais e equipamentos também faz parte do trabalho.

De acordo com Janice Zanella, chefe-geral da Unidade, foram atendidos todos os critérios e orientações do Lacen-SC, em conformidade e com a ciência das estruturas de vigilância sanitária municipal. "A equipe se envolveu muito, colaborou e conseguimos finalmente atender a todas as exigências necessárias para iniciar os trabalhos. Estamos cientes da grande responsabilidade, porém com sentimento de que estamos fazendo algo muito relevante e de apoio a sociedade", enfatizou Janice.

A equipe que atua nos testes é formada por 12 profissionais, de áreas como virologia, imunologia, genética, bacteriologia, patologia, biologia, além de técnicos de laboratório. Dois profissionais foram treinados para realização dos testes no Lacen em Florianópolis para posterior treinamento ao restante da equipe da Unidade.

"A Embrapa sempre esteve à disposição para atuar na pandemia. Desde o início, estamos envolvidos em ações junto ao município de Concórdia e atuando de acordo com os preceitos e orientações do Ministério da Agricultura, por meio da Coordenação Geral de Laboratórios", destacou a chefe-geral.

 

Com informações Assessoria de Imprensa Embrapa Suínos e Aves

Veja também

Em audiência no STF, ministra diz que agropecuária e meio ambiente andam juntos no Brasil21/09Tereza Cristina destacou que a agropecuária está crescendo cada vez mais em sintonia com a conservação ambiental no país A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) ressaltou nesta segunda-feira (21), em audiência pública promovida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a importância de aliar a produção agrícola e o desenvolvimento sustentável. Segundo a ministra, a agropecuária nacional está intimamente ligada ao meio ambiente. “A......
Geração de energia solar reduz conta de luz no campo22/03 O sistema de geração de energia elétrica solar tem se tornado uma alternativa para o produtor reduzir a tarifa da conta de luz na propriedade rural. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Brasil......
Economia que vem do sol26/08 O agronegócio é um dos mais importantes setores do Brasil, tendo gerado em 2019 mais de R$ 630 bilhões. E para se manter próspero, a procura por modernização nos processos de produção se torna muito......

Voltar para EDITORIAS