Postado em 18 de Abril às 12h23

Custos de produção de frangos de corte aumentam em março

Avicultura (10)

Os custos de produção de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa (embrapa.br/suinos-e-aves/cias) subiram 0,24% em março. O ICPFrango chegou a 216,82 pontos, encerrando a trajetória de queda nos custos verificada desde o início de 2019. Ainda assim, no ano, o ICPFrango acumula redução de 0,57%, enquanto nos últimos 12 meses a variação é de 3,88%.

Embora os custos com a nutrição dos animais tenham caído 0,80%, a inflação se deu pela alta de 1% na aquisição dos pintos de um dia. Com isso, o custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná passou de R$ 2,79 em fevereiro para R$ 2,80 em março, valor calculado a partir dos resultados em aviário tipo climatizado em pressão positiva.

Já o ICPSuíno caiu pelo segundo mês consecutivo em 2019. Em março, o índice calculado pela Embrapa foi de 218,22 pontos, o menor valor dos últimos 12 meses, baixando 0,39% em relação a fevereiro. No ano, o índice de custo de produção de suínos acumula -0,57% e -1,82% nos últimos 12 meses.

O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina caiu de R$ 3,83 em fevereiro para R$ 3,81 em março (o menor valor desde março de 2018).

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab. Santa Catarina e Paraná são usados como estados referência nos cálculos por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente.

Aplicativo Custo Fácil - Disponível para download gratuito, o Custo Fácil auxilia o produtor integrado e a assistência técnica a estimar o custo de produção e obter relatórios para a gestão da granja. O Custo Fácil pode ser baixado em smartphones ou tablets com sistema Android na Google Play Store.

Planilha de custos do produtor - Produtores de suínos e de frango de corte integrados podem usar na gestão da granja uma planilha eletrônica feita pela Embrapa. Ela compara a receita obtida com os custos de produção, acompanhando a geração de caixa da granja e o impacto da prestação do financiamento. A planilha ainda analisa o resultado e apresenta uma estimativa da Taxa Interna de Retorno (TIR) do investimento. Ela pode ser baixada no site da CIAS.

Texto e ilustrações: Embrapa Aves e Suínos 

Veja também

Para um melhor controle da Escherichia coli06/11 Uma das bactérias mais comuns na avicultura, a Escherichia coli (E. coli) é responsável por perdas produtivas e prejuízos econômicos importantes, tanto em frangos de corte, como em aves de postura e também em matrizes. Presente no solo, na água, nas fezes e no próprio organismo da ave, a bactéria pode se manifestar com maior ou menor intensidade, de......
Biossegurança para uma produção com menos riscos23/11/18 Questões de segurança e sanidade dos animais ainda são os principais desafios nos aviários de aves de postura.   Produzir ovos pode ser uma tarefa difícil, principalmente se o produtor não estiver atento......
Mais frango, por favor!23/11/18 A produção de carne de frango no Paraná desempenha importante papel na oferta de saúde, nutrição e sabor nos quatro cantos do País – e até do mundo - por um preço competitivo. Ou seja, a......

Voltar para EDITORIAS