-
Postado em 20 de Novembro de 2019 às 11h08

CNA prevê aumento de 7,2% no valor bruto da produção precuária em 2019

Mercado (119)

O Valor Bruto da Produção (VBP) do ramo pecuário deve alcançar R$ 234,5 bilhões em 2019, um crescimento de 7,2% se comparado ao ano passado. A estimativa é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Segundo o assessor técnico do Núcleo Econômico da CNA, Paulo André Camuri, o aumento é reflexo da qualidade e da competitividade do produtor brasileiro e do surto de Peste Suína Africana (PSA), que atinge os rebanhos na China desde agosto de 2018.

"O avanço da doença no país asiático, que é o maior consumidor de carne suína do mundo, impactou o cenário global de oferta de alimentos e os preços, principalmente de carne suína e de frango", disse.

O boletim da Confederação destaca o bom momento das proteínas e aponta alta nos VBPs de suínos (24,7%), frangos (14,1%), leite (8,1%) e carne bovina (4%). Apenas o setor de ovos deve ter queda (-12,7%).

Dados até outubro mostram que o VBP, que mede o faturamento bruto da atividade "da porteira para dentro", deve chegar a R$ 614,55 bilhões, um leve aumento de 0,1% frente a 2018.

Paulo explica que apesar da estabilidade, o VBP do ramo agrícola deve encerrar o ano com queda de -3,8%, alcançando R$ 380,1 bilhões.

O cenário de redução de 11,1% nos preços do café arábica e de 14,8% do robusta, somado à queda da produção, devem resultar em queda de 35,5% do VBP do café em relação ao ano anterior.

O VBP da soja também deve ter recuo de R$ 20 bilhões no VBP (-12%), por causa das reduções de 8,8% nos preços e de 3,6% na produção. Apesar dessas quedas, algumas culturas devem apresentar alta, como o milho (+16,8%) e o algodão (+11,9%).

Texto e gráfico: Assessoria de Comunicação CNA

Foto: Pixabay

Veja também

PIB do agronegócio cresce 0,53% no primeiro semestre23/09/19 O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro cresceu 0,53% no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O resultado foi puxado principalmente pelo segmento de insumos, que teve expansão......
Santa Catarina amplia as exportações de carne suína para a China17/10/19 A crise enfrentada pela China na suinocultura com o avanço da peste suína africana tem feito o gigante asiático comprar mais carnes de Santa Catarina. O país já responde por 57% de todo o faturamento catarinense com as......

Voltar para EDITORIAS