-
Postado em 11 de Março às 21h05

CNA pede inclusão de produtores rurais nos grupos prioritários de vacinação

+ Agro (72)

Medida é importante para garantir a saúde de todos os envolvidos na produção de alimentos, atividade considerada essencial durante a pandemia

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) enviou na sexta (29) um ofício ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, solicitando a inclusão dos produtores rurais e demais envolvidos na cadeia de produção de alimentos entre os grupos prioritários de imunização contra o coronavírus.

O pedido é para que eles sejam incluídos dentro das ações do Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Governo Federal.

No ofício direcionado ao ministro, o presidente da CNA, João Martins, justificou a importância da produção de alimentos e a garantia de abastecimento à população pelo setor agropecuário, considerado como atividade essencial na pandemia pelo Decreto 10.282/2020, do Ministério da Agricultura.

Ele destaca a resposta ágil do agro à gravidade do cenário provocado pela Covid-19 e o enfrentamento dos riscos pelo setor. “A produção agropecuária não parou. Os produtores rurais adotaram as medidas preventivas à Covid-19 e continuaram trabalhando, enfrentando dificuldades logísticas e mercadológicas em um primeiro momento”, disse Martins.

O presidente da CNA lembrou que os países que tiveram maior êxito na contenção do vírus foram aqueles que adotaram, como ações prioritárias, medidas relacionadas à saúde e à alimentação. Ele também destacou que saúde e economia estão conectadas, o que reforça a necessidade de incluir os produtores e demais envolvidos na cadeia de produção de alimentos entre os grupos prioritários na vacinação.

“Queremos garantir que os produtores rurais se mantenham produzindo e continuem contribuindo efetivamente para o equilíbrio econômico e social do País, proporcionando segurança alimentar, gerando empregos e garantindo saldo positivo à nossa balança comercial”, ressaltou João Martins.

Segundo ele, a imunização dos produtores rurais brasileiros, que exercem uma atividade considerada essencial à segurança alimentar da população, “certamente proporcionará garantia de abastecimento e maior tranquilidade às populações urbanas, contribuindo também para os esforços do governo para restabelecer a economia com a redução do tempo ativo da pandemia”.

 

Texto: Assessoria de Comunicação CNA

Imagem: Unsplash

Veja também

Projeto que busca conectar sociedade ao agronegócio brasileiro será lançado em janeiro de 202117/12/20Movimento de comunicação "Todos a uma só voz" reúne informações que desmistificam tabus e valorizam oportunidades no setor Uma união de diversas entidades e empresas do agronegócio, com o objetivo de reunir toda a cadeia produtiva em um movimento de comunicação, apresentará ao público, em janeiro de 2021, o projeto “Todos a uma só voz”. Trata-se de um movimento para conectar o setor à sociedade, por meio de ações que valorizam a pluralidade e motivam a......
Produtores rurais poderão aderir ao programa de renegociação de dívidas até 29 de dezembro08/11/20A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional lançou esta nova modalidade para auxiliar o setor agropecuário durante a crise econômica provocada pela pandemia Produtores rurais, pessoas físicas ou jurídicas, inclusive os agricultores familiares, terão até 29 de dezembro para renegociar débitos inscritos na Dívida Ativa da União com descontos de até 100% nas......

Voltar para EDITORIAS