-
Postado em 14 de Junho de 2019 às 09h45

Bônus do PGPAF saem para agricultores e produtos de todas as regiões

Os bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) deste mês saíram para 13 produtos, cultivados e extraídos em diversas regiões brasileiras. A lista com os produtos e estados beneficiados foi publicada no Diário Oficial da União e terá validade do dia 10/06 até 9 de julho próximo.

O percentual é calculado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com base nos preços médio de mercado e de garantia, referentes ao mês de maio. O bônus apurado é utilizado pelo agricultor como desconto nas operações de financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Da região Norte, estão relacionados açaí (AC e AM), cacau (AM), feijão caupi (PA) e babaçu (TO). Do Nordeste, também o babaçu e feijão caupi (MA, PE, CE e PI), castanha de caju (PB), leite (PE), manga (BA), mel (BA, PI e RN) e raiz de mandioca (CE e PB). Cana-de-açúcar (ES), mel (MG) e raiz de mandioca (ES) saíram para agricultores familiares da região Sudeste e, feijão caupi, para o Centro-Oeste (MT). Da região Sul recebem bônus café arábica (PR), maracujá (SC), mel (PR, SC e RS) e uva (SC).

Os produtos com maior pontuação para uso no desconto são o feijão caupi de Mato Grosso, com um bônus de garantia de preços de 52,92%, o babaçu de Tocantins e do Maranhão, com 50,66% e 45,72%, respectivamente, e o mel de Santa Catarina, com 41,12%.

Sempre que o valor de mercado dos produtos contemplados no PGPAF estiver abaixo do preço de garantia é gerado um benefício. O principal parâmetro são os custos de produção elaborados pela própria Conab. No Pronaf, o recurso tem como objetivo financiar a implantação, ampliação ou modernização das estruturas de produção, beneficiamento e indústrias no meio rural e em áreas comunitárias rurais.

Veja também

Solo: um sistema vivo e complexo24/04/20 Em escala temporal, não conseguimos visualizar a formação do solo durante as nossas vidas, o que o torna um recurso natural não renovável. Ele é a base fundamental para a produção de alimentos e essencial para o sustento da vida animal e vegetal. Abriga a biodiversidade e os ciclos biogeoquímicos, garante a reciclagem de elementos químicos e......
Livro Caixa Digital do Produtor Rural16/05 Encerra no próximo dia 31 de maio o prazo para envio do Livro Caixa Digital do Produtor Rural à Receita Federal. E você já está em dia com esta obrigação? O LCDPR é o assunto de hoje da......

Voltar para EDITORIAS