Postado em 04 de Março às 08h26

Alfa faturou R$ 3,7 bilhões em 2019

Cooperativas (19)

A Cooperalfa aprovou as contas de 2019 dia 21 de fevereiro em Chapecó, na Assembleia Geral Ordinária presidida por Romeo Bet. Os dados foram explanados pelo gerente de controladoria e TI, Gilberto Fontana, que reportou o pagamento aos associados em 2019, de R$ 17,5 milhões de Cota-Capital, capitalizando no período R$ 61,2 milhões nas referidas contas.

"Até 2030, a Cooperalfa distribuirá aos sócios R$ 214,6 milhões nessa modalidade; desde o início da Cota, já foram pagos R$ 117,4 milhões, prova do poder de partilha, de acordo com o movimento de cada um, proporcionado por este projeto empresarial-associativo, a Cooperalfa" registou o contador.

Sobras e desafios 2020

As sobras de 2019 alcançaram R$ 149 milhões, perante faturamento de R$ 3,7 bilhões, e projeção de Receita Total em 2020 de R$ 4,1 Bi (10,7%). "O ano de 2019 foi de oportunidades e início de recuperação da economia, com um primeiro semestre fraco e segundo, embalado", disse Bet aos cooperados. No ano que passou, a Cooperalfa investiu R$ 114,4 milhões em patrimônio, incluindo silos, granjas, lojas e supermercados. De 2020 a 2023, cerca de R$ 270 milhões deverão ser aportados para a nova indústria de soja em Chapecó, para 2 mil ton/dia, perante atual - que será desinstalada -, e hoje processa 700 ton./dia.

Produção agrícola e insumos

Em 2019, a Cooperalfa comprou 10,3 milhões de sacas de soja (-4,5% em relação a 2018); adquiriu 2,8 milhões de sacas de trigo (+30,6%) e 9,1 milhões de sacas de milho (aumento de 15,2%). O processamento da soja ficou estabilizado em 222,2 milhões de toneladas, o mesmo ocorrendo com a industrialização de trigo, de pouca variação: 132 mil ton. em 2019.

A marca Nutrialfa processou no período 401,7 mil toneladas de rações, ante 373,5 mil ton. (+7,5%). A marca Semealfa Soja, produziu em 2019 354 mil sacas de sementes (+20% sobre 2018), enquanto as vendas de sementes de milho cresceram 13,4% (121 mil sacas).

Nos fertilizantes, a Alfa movimentou em 2019 173 mil ton., ante 167 mil (3,6%); em corretivos, o aumento de vendas foi de 8,8% (Chegamos a 50 mil ton.) Somando herbicidas, inseticidas, fungicidas, e demais itens do gênero, 3.693.000 litros foram vendidos no ano passado. Em 2018 foram 3.242.000 (13,9%).

Pecuária

Para o 1º Vice-presidente, Cládis Jorge Furlaneto, além de recuperar os prejuízos anteriores, tanto para a indústria quanto aos produtores, "a Alfa aumentou a produção entregue na Aurora em 2019 para 1.328.709 cabeças, contra 1.295.888 em 2018 (+2,5%), sendo 51.910 matrizes em produção, ante 52.266 em 2018 (-0,7%)", avaliou o diretor. A produção de aves subiu de 100.500.000 de cabeças para 103.840.000 (3,3%). A atividade leite igualmente registrou aumento da produção recebida de 136.650.000 litros para 143.470.000 milhões (5,0%).

Os acessórios e produtos veterinários tiveram vendas em 2019, de R$ 74,7 milhões, perante R$ 67,7 milhões em 2018 (+10%). Somando premixes, núcleos, sais e suplementos minerais, as vendas de 2019 da Alfa foram de 11,8 milhões de quilos, ante 10,6 milhões(11,1%).

Consumo

Embora a lenta retomada da economia brasileira, os investimentos e estratégias trabalhadas pela Rede Superalfa registraram vendas de R$ R$ 360,6 milhões, contra R$ 329,7 milhões em 2018 (9,4%). Da mesma forma, a comercialização de ferragens e materiais de construção, passaram de R$ 35,8 milhões para R$ 39,2 milhões (9,5%). E, em combustíveis, conforme relata o 2º Vice-presidente, Edilamar Wons, a redução de custos internos ajudou a atividade na forte concorrência regional, vendendo 19, 05 milhões de litros, contra 18,34 milhões do exercício anterior (+3,9%).

A teleconferência com o jornalista Alexandre Garcia encerrou a Assembleia.

 

Com informações Assessoria de Imprensa Cooperalfa

Veja também

As Melhores da Dinheiro 2019: Coamo é a melhor cooperativa agrícola do Brasil03/10/19 A Coamo Agroindustrial Cooperativa é a Melhor Cooperativa Agrícola do Brasil em 2019, conforme ranking do anuário As Melhores da Dinheiro, da Revista Isto É Dinheiro. O engenheiro agrônomo, idealizador e presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, recebeu o troféu no evento "As Melhores da Dinheiro", dia 30 de setembro, em São Paulo, juntamente com......
Copercampos investe mais de R$ 9 milhões na indústria de rações31/05/19 A Indústria de Rações Copercampos está sendo ampliada. A cooperativa realizada neste ano, investimentos para elevar a eficiência de sua planta que produz rações para o setor Agroindustrial e também rações atender a demanda das Lojas Agropecuárias, nas......

Voltar para EDITORIAS