-
Postado em 03 de Dezembro de 2019 às 17h49

Agropecuária é o setor com maior alta do PIB no terceiro trimestre do ano

Mercado (134)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta terça-feira (3) os resultados das Contas Nacionais Trimestrais referentes ao terceiro trimestre deste ano, mostrando um crescimento de 0,6% no Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em relação ao trimestre anterior. A agropecuária foi o setor que apresentou a maior alta, registrando crescimento de 1,3%.

No mesmo período, a indústria cresceu 0,8% e o setor de serviços, 0,4%. A taxa acumulada nos últimos quatro trimestres resulta num crescimento do PIB de 1,0% e da agropecuária, de 2%. A Indústria não cresceu e os serviços cresceram 1,2%.

O PIB alcançou R$ 1,842 trilhão no terceiro trimestre. Desse valor, a agropecuária participa com 4,3%, a indústria com 19,1% e o setor de serviços com 62,5%.

Produtos

Ao longo deste ano, a agropecuária acumula crescimento de 1,4%. Esta taxa é mais elevada do que as acumuladas nos trimestres anteriores. Pode-se atribuir esse crescimento ao comportamento positivo de diversos produtos. O IBGE destaca especialmente o algodão, com crescimento da produção de 39,7% apurado em outubro; o milho (23,2%) e a laranja (6,3%). Pode-se também destacar a contribuição da banana, batata-inglesa, feijão e tomate.

Outros produtos apresentaram contribuições negativas, como o café, com redução na produção de 16,5%, e a cana de açúcar (-1,1%). As estimativas da pecuária especialmente bovinos, suínos e ovos apontaram desempenho positivo.

 

Texto: Assessoria de Imprensa Mapa

Foto: Unsplash

Veja também

Dependência da China preocupa suinocultores de SC02/07 Os embargos impostos pela China e o endurecimento nas regras sanitárias às empresas exportadoras preocupam os suinocultores de Santa Catarina, pois certa de 60% do envio de carne suína catarinense é destinado ao país asiático. Pelo menos 55% da produção brasileira também vai para a China. A suinocultura está dependente deste mercado, o que......

Voltar para EDITORIAS