-
Postado em 29 de Julho de 2019 às 09h09

Agropecuária contribui para expansão de empregos um Junho, diz CNA

Mercado (140)

A agropecuária contribuiu para que a criação de novos empregos em junho tivesse o melhor resultado no mês em seis anos, segundo avaliação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia, mostram que o agro foi o segundo setor que mais gerou saldo positivo de postos de trabalho no mês passado, com abertura de 22,7 mil vagas.

"Isso mostra cada vez mais a importância do setor na geração de renda e emprego no Brasil, com 46% da expansão de vagas em junho e 18% no acumulado do ano", explica Paulo Camuri, assessor técnico do Núcleo Econômico da CNA.

As atividades dentro do agro que mais se destacaram em junho foram o apoio à agricultura, laranja e soja. São Paulo foi o estado que mais teve expansão de vagas formais de emprego no setor.

No resultado geral, o saldo líquido de criação de empregos foi de 48,4 mil vagas. O setor de serviços foi o que mais teve abertura de novas vagas (23 mil) em junho.

No acumulado de 2019 (janeiro a junho), os postos de trabalho criados totalizam 408,5 mil, também o melhor resultado desde 2014. As áreas que mais aumentaram os postos de trabalho foram: serviços (272,7 mil), agropecuária (75,3 mil), indústria de transformação (69,2 mil) e construção civil (57,6 mil).

 

Texto: Assessoria de Comunicação CNA

Imagem: Freepik

Veja também

Santa Catarina amplia as exportações de carne suína para a China17/10/19 A crise enfrentada pela China na suinocultura com o avanço da peste suína africana tem feito o gigante asiático comprar mais carnes de Santa Catarina. O país já responde por 57% de todo o faturamento catarinense com as exportações de carne suína em 2019. Ao longo do ano, SC ampliou em 26,4% a quantidade de carne suína exportada para a China e Hong......
10 dicas para um bom manejo na vacinação16/10/20 A vacinação ainda é considerada um manejo aversivo e encarado de forma negativa. A campanha contra a Aftosa está batendo à porta e por isso, devemos fazer de maneira racional e com planejamento para evitar perda de doses,......

Voltar para EDITORIAS