-
Postado em 29 de Julho de 2019 às 09h09

Agropecuária contribui para expansão de empregos um Junho, diz CNA

Mercado (133)

A agropecuária contribuiu para que a criação de novos empregos em junho tivesse o melhor resultado no mês em seis anos, segundo avaliação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia, mostram que o agro foi o segundo setor que mais gerou saldo positivo de postos de trabalho no mês passado, com abertura de 22,7 mil vagas.

"Isso mostra cada vez mais a importância do setor na geração de renda e emprego no Brasil, com 46% da expansão de vagas em junho e 18% no acumulado do ano", explica Paulo Camuri, assessor técnico do Núcleo Econômico da CNA.

As atividades dentro do agro que mais se destacaram em junho foram o apoio à agricultura, laranja e soja. São Paulo foi o estado que mais teve expansão de vagas formais de emprego no setor.

No resultado geral, o saldo líquido de criação de empregos foi de 48,4 mil vagas. O setor de serviços foi o que mais teve abertura de novas vagas (23 mil) em junho.

No acumulado de 2019 (janeiro a junho), os postos de trabalho criados totalizam 408,5 mil, também o melhor resultado desde 2014. As áreas que mais aumentaram os postos de trabalho foram: serviços (272,7 mil), agropecuária (75,3 mil), indústria de transformação (69,2 mil) e construção civil (57,6 mil).

 

Texto: Assessoria de Comunicação CNA

Imagem: Freepik

Veja também

Ano deve encerrar em alta para setor de proteína animal no Brasil18/12/19 O ano fechará em alta para os produtores de aves e suínos no país. Depois de três trimestres de forte retomada, os últimos meses de 2019 devem manter o patamar elevado na produção e exportação. Isso é o que indica a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Em coletiva à imprensa, na manhã do dia 12 de......
PIB do agro é destaque no 2° trimestre de 202004/09Mesmo diante dos impactos da pandemia do covid-19, setor apresentou alta de 1,2% Mesmo diante dos impactos da pandemia do covid-19, a agropecuária apresentou alta de 1,2% no Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil no segundo trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados foram......

Voltar para EDITORIAS